Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» [Névoa] Gaiden 1 - Batalha pela Fronteira da Chuva
por Kaguya Onimaru Sex Set 02, 2016 9:45 pm

» 04 - A Batalha dos Condenados
por Uchiha Kouga Seg Jun 27, 2016 1:51 am

» 03 - A Arma Secreta da Névoa
por Kaguya Onimaru Sex Jun 24, 2016 7:52 pm

» 23 - Adeus, Kuroki Menma.
por Uchiha Kouga Sex Jun 24, 2016 12:46 am

» 02 - A Tempestade do Século
por Blackheart Qui Jun 23, 2016 10:18 pm

Parceiros
Fórum grátis

Naruto Anime RPG [NARPG]

02 - Sofrimento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

02 - Sofrimento

Mensagem  Blackheart em Ter Jun 21, 2016 10:41 pm

Eles dizem que o destino de um shinobi só pode ser decidido por suas ações. E por muitos anos, isso significou muito para todos. Honra e glória, os Clãs se degladiaram por séculos a mando de seus senhores feudais. Eles lutaram por dinheiro, por ódio, por amor... não importa o motivo. Todos eles lutaram. Cada batalha era dura, a morte de seus irmãos. Os clãs se enfraqueciam, enquanto outros se tornavam lendários. Entre os dois, o Clã Senju e o Clã Uchiha se tornaram os mais famosos!

Suas poderosas linhagens avançadas combinadas com seu poderoso Chakra criaram desastrosos combates e por anos eles lutaram. Essa luta foi repetida até que duas lendas finalmente se juntaram em um sonho comum, a paz. Uchiha Madara, o líder gênio do Clã Uchiha e Senju Hashirama, o homem de mil habilidades. Juntos, eles criaram Konoha'gakure no Sato, no País do Fogo.

Com o poder dos dois Clãs, eles puderam trazer a paz para o mundo ninja. Mais por pouco tempo... os outros Clãs se aliaram, criando poderosas Vilas Ocultas. Konoha'gakure foi seguida de Kiri'gakure, Iwa'gakure, Suna'gakure e Kumo'gakure no Sato. O ódio das batalhas, das perdas dos seus irmãos continuavam em seu coração e as vilas ocultas não puderam mudar isto. Em pouco tempo, a primeira grande guerra shinobi se estendeu entre os feudos. Uma gigantesca batalha entre todas as Vilas Ocultas os lembrou que a paz era algo tão delicado que apenas uma pessoa, sozinha, poderia partir com suas mãos.

No final, restou apenas mais ódio. As Vilas perderam seus parentes, e o medo se alastrou. Hashirama com ajuda de Uchiha Madara para acabar com o combate entre as vilas domou a Kyuubi, o demônio de nove caudas e usou seu poder para conter a guerra. Mais os dois se desintederam. Uchiha Madara acreditava que este poder deveria ser utilizado para destruir seus opressores, enquanto Hashirama a utilizou apenas para conter a guerra. Em desintendimento, os dois batalharam resultando em uma perda para Konoha...

No campo de batalha, Uchiha Madara e Senju Hashirama se gladiaram como os dois ninjas mais poderosos do mundo. Mesmo a Kyuubi se demonstrou pequena frente aos dois monstros em combate. No fim, os dois perderam o combate e a guerra acabou. Percebendo o conflito, os Clãs da Vila Oculta de Konoha decidiu que seria necessário um líder para controlar as Vilas Ocultas. Quando a dúvida resta-se, alguem precisaria dar o veredito final. E este foi Senju Hashirama, o Sandaime Hokage.

Apesar de considerar que o amor e a bondade estivessem tornando Hashirama fraco, Madara não pode contestar uma vez que até seu próprio Clã havia o traido e apoiado Hashirama. E então a paz continuou, enquanto a cada dia o coração de Madara se estendia com mais ódio e maldade, como em um cíclo vicíoso. Um destino de irmãos...

Mestre diz:
Entre os membros do Clã Uchiha, o ódio é visto como algo que pode dar grande poder, mais que exige grande responsabilidade. Apesar de maldito, o Sharingan permite atingir um patamar superior a qualquer outra linhagem sanguínea avançada. E para alguns, o ódio sempre caminhou de mãos dadas em suas vidas. O cemitério dos Uchihas eram separados dos outros de Konoha, eles jamais aceitaram ser enterrados com os outros da vila, temendo que um dia os segredos de seus corpos fossem retirados de seus poderes. Para alguns, o ódio era tão comum que se tornou parte essêncial do seu poder, crescer em volto de ódio, talvez fosse o destino de todos os Uchihas. Um jovem shinobi, nascido amaldiçoado e apesar de seu esforço, traído, estava imóvel no cemitério. Os céus negros e a chuva tombando sobre seu corpo faziam tudo mais funebre. Era um cemitério pequeno, mais bonito, com os símbolos do CLã Uchiha espalhados por todo o lado. Kouga estava parado, frente ao tumulo de sua irmã. Seus olhos eram vermelhos, demonstrando a herança que ela havia deixado a ele, o jovem Uchiha chego enchergava, e tinha o poder agora para traçar seu destino. Mais o custo havia sido muito caro... e com isto, ele conheceu o verdadeiro ódio do Clã Uchiha. Uchiha Kouga, um dia considerado uma pária ao Clã Uchiha, havia se tornado um gênio, capaz de dominar as técnicas de Katon e até mesmo o Sharingan de outro Uchiha sem nenhuma habilidade anterior, mais ele sabia muito bem o que fazer com este poder. Ele nunca iria se esquecer.

Uchiha Kouga (criando..) diz:
- - Aquele definitivamente não era um dia belo, sequer um dia especial que entraria para a história de alguém em alguma parte do mundo. Um dia escuro e chuvoso que obrigava a maioria das pessoas a ficarem dentro de suas casas, com suas respectivas famílias. Kouga, no entanto, não podia partilhar de tal regalia. Sua casa só fazia com que as lembranças dolorosas ganhassem mais vida e cor em sua mente; fazia com que se perguntasse se tudo que havia vivido tinha sido mesmo real. Sousuke sempre fora frio e distante dele, mas parecia amar Saeko e seus pais como qualquer outra pessoa... Por quê ele tinha feito aquilo? Qual seria o motivo que o levou a se tornar tão frio e distante. Seja lá o que estivesse oculto nessa história, não importava para Kouga. Por toda a vida o rapaz fora condenado a viver na escuridão, sem poder enxergar o sol ou a forma das coisas. Sua única luz e motivação era Saeko, sua radiante irmã gemea. Kouga pensou que poderia ajudá-la a se tornar a próxima Sombra da aldeia para finalmente unificar seu recluso clã e o restante da vila. O rapaz se esforçou ao máximo para ficar a sua altura, para ser útil de alguma forma... Porém tudo fora insuficiente. Sousuke a matou... Sousuke havia roubado a luz que guiava seu caminho e lhe mostrado um mundo cinzento pelos olhos de sua irmã. No túmulo apenas uma rosa jazia em meio a chuva; Kouga se distanciava com passos firmes do cemitério. - " Irmão... Eu não sei porque você a matou, eu realmente não consigo imaginar um bom motivo. Mas agora que Saeko está morta isso não importa. Eu lhe mostrar a escuridão na qual você me deixou, custe o que custar" - Seus pensamentos odiosos gritavam desesperadamente para fora de sua mente. Kouga sabia que o caminho ainda era longo até alcançar sua vingança... Mas ele certamente o faria. Kouga decidira vagar pela vila por algum tempo, queria olhá-la de cima então se digiriu ao local que sempre costumava ir. Um ponto alto, de frente para o rosto de pedra do Shodaime onde costumava pensar, apenas Hanna conhecia aquele local além dele próprio.

Mestre diz:
Seus passos eram lentos frente a chuva que tomava tudo. Ele caminhou algum tempo e antes de sair do cemitério seus olhos se deslocaram com o homem que passava ao seu lado, e por algum motivo ele parou alguns segundos. Seu rosto virou para ver o homem frente a um túmulo distânte próximo a uma arvore. Por poucos segundos Kouga imagino se era o destino de todo Uchiha sofrer e ter seu coração cheio de ódio. Antes que pudesse se virar para continuar sua rota, o homem em vestes negros virou sua face. Seus cabelos cumpridos foram para o lado com o vento que acompanhava a possível tempestade. Isso tornou possível ver o símbolo do Clã Uchiha em suas costas. Seus olhos eram rubros, como a morte. Mais diferente, eram poderosos, exóticos. Brilhavam de forma ardente, demonstrando um Chakra descomunal. Kouga rapidamente reconheceu o rosto do indivíduo, era o rosto do mais respeitado e ao mesmo tempo odiado de seu Clã, Uchiha Madara. Logo em seguida, o homem virou novamente seu rosto para frente, mais Kouga pode perceber que o poder do homem, de seus Sharingans, estava em outro nível. Ele merecia o título de senhor do Clã Uchiha. Kouga se moveu, em passos lentos pela cidade, a chuva se tornou mais densa e logo ele estava sobre a montanha observando Konoha. A montanha ficava a leste do vilarejo, por uma saída secreta que Kouga havia descoberto de dentro do Clã Uchiha. Apesar da situação, Kouga parou embaixo de uma grande e antiga arvore, proveniente das gerações anteriores. Kouga pode observar o céu negro sobre a face do Shodaime Hokage, a Sombra de Konoha. Justo e idealista, o homem que encontrou a paz. Admirado por todos, ou quase todos, pensou Kouga ao se lembrar de Uchiha Madara...

Uchiha Kouga (criando..) diz:
- - Kouga encarou o homem por alguns estantes sem acreditar, perguntou-se o que um ninja lendário como Uchiha Madara estaria fazendo ali quando lembrou-se de sua irmão. - - Entendo... Então você também perdeu um ente querido. - Kouga virou-se para caminhar deixando suas palavras ficarem para trás - - Parece que eu estava certo afinal. O destino dos Uchiha é realmente esse. Meus sentimentos, Madara-san. - Alguns passos mais tarde Kouga finalmente havia chegado ao seu destino. o jovem Uchiha encarava a face de pedra do primeiro Hokage se perguntando porquê Madara havia se revoltado. Qual seria a verdadeira história... Kouga estendia sua mão direita tentando segurar o rosto ao horizonte, como se tentasse alcançar o impossível - - Saeko... Seu rosto deveria ser o próximo a estar lá. - Kouga lembrava de sua irmã e de toda energia que tinha para falar sobre seus sonhos. O sonho de unificar de uma vez por todas os Uchihas com a vila. Infelizmente não havia sobrado muito destes sonhos; pensou enquanto tocava os olhos de sua irmã.
avatar
Blackheart
Kage
Kage

Mensagens : 220
Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://narutod20.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum