Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» [Névoa] Gaiden 1 - Batalha pela Fronteira da Chuva
por Kaguya Onimaru Sex Set 02, 2016 9:45 pm

» 04 - A Batalha dos Condenados
por Uchiha Kouga Seg Jun 27, 2016 1:51 am

» 03 - A Arma Secreta da Névoa
por Kaguya Onimaru Sex Jun 24, 2016 7:52 pm

» 23 - Adeus, Kuroki Menma.
por Uchiha Kouga Sex Jun 24, 2016 12:46 am

» 02 - A Tempestade do Século
por Blackheart Qui Jun 23, 2016 10:18 pm

Parceiros
Fórum grátis

Naruto Anime RPG [NARPG]

01 - Prelúdio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

01 - Prelúdio

Mensagem  Blackheart em Ter Jun 21, 2016 10:40 pm

Eles dizem que o destino de um shinobi só pode ser decidido por suas ações. E por muitos anos, isso significou muito para todos. Honra e glória, os Clãs se degladiaram por séculos a mando de seus senhores feudais. Eles lutaram por dinheiro, por ódio, por amor... não importa o motivo. Todos eles lutaram. Cada batalha era dura, a morte de seus irmãos. Os clãs se enfraqueciam, enquanto outros se tornavam lendários. Entre os dois, o Clã Senju e o Clã Uchiha se tornaram os mais famosos!

Suas poderosas linhagens avançadas combinadas com seu poderoso Chakra criaram desastrosos combates e por anos eles lutaram. Essa luta foi repetida até que duas lendas finalmente se juntaram em um sonho comum, a paz. Uchiha Madara, o líder gênio do Clã Uchiha e Senju Hashirama, o homem de mil habilidades. Juntos, eles criaram Konoha'gakure no Sato, no País do Fogo.

Com o poder dos dois Clãs, eles puderam trazer a paz para o mundo ninja. Mais por pouco tempo... os outros Clãs se aliaram, criando poderosas Vilas Ocultas. Konoha'gakure foi seguida de Kiri'gakure, Iwa'gakure, Suna'gakure e Kumo'gakure no Sato. O ódio das batalhas, das perdas dos seus irmãos continuavam em seu coração e as vilas ocultas não puderam mudar isto. Em pouco tempo, a primeira grande guerra shinobi se estendeu entre os feudos. Uma gigantesca batalha entre todas as Vilas Ocultas os lembrou que a paz era algo tão delicado que apenas uma pessoa, sozinha, poderia partir com suas mãos.

No final, restou apenas mais ódio. As Vilas perderam seus parentes, e o medo se alastrou. Hashirama com ajuda de Uchiha Madara para acabar com o combate entre as vilas domou a Kyuubi, o demônio de nove caudas e usou seu poder para conter a guerra. Mais os dois se desintederam. Uchiha Madara acreditava que este poder deveria ser utilizado para destruir seus opressores, enquanto Hashirama a utilizou apenas para conter a guerra. Em desintendimento, os dois batalharam resultando em uma perda para Konoha...

No campo de batalha, Uchiha Madara e Senju Hashirama se gladiaram como os dois ninjas mais poderosos do mundo. Mesmo a Kyuubi se demonstrou pequena frente aos dois monstros em combate. No fim, os dois perderam o combate e a guerra acabou. Percebendo o conflito, os Clãs da Vila Oculta de Konoha decidiu que seria necessário um líder para controlar as Vilas Ocultas. Quando a dúvida resta-se, alguem precisaria dar o veredito final. E este foi Senju Hashirama, o Sandaime Hokage.

Apesar de considerar que o amor e a bondade estivessem tornando Hashirama fraco, Madara não pode contestar uma vez que até seu próprio Clã havia o traido e apoiado Hashirama. E então a paz continuou, enquanto a cada dia o coração de Madara se estendia com mais ódio e maldade, como em um cíclo vicíoso. Um destino de irmãos...

Blackheart. diz:
Vivendo em paz, em um pequeno bairro, da grandiosa vila oculta fundada pelo ódio e sonho, estava um preguiçoso Nara. Como todos, sobre um pequeno punhado de terra e grama, de olhos entre abertos e sentindo o vento em seu corpo. Uma vista bonita, da grande montanha que cobria a folha, e devagar era esculpido a face do lendário Hashirama, o mais ninja que pisou no mundo. Cada dia, os rumores sobre um acordo entre os cinco grandes países escapavam pelas palavras das pessoas. No fim, Hashirama havia conseguido realmente mudar o mundo. Mais isso não era algo para se importar, a floresta de seu Clã era extensa e possuia várias vistas bonitas de que Yuu gostava de utilizar para descansar. As vezes, sem hora para voltar. Os adultos em suas confusões, sempre inventando desculpas para lutar, mais no fim o mundo era bem simples. As nuvens delicadas se moldava com o vento cobrindo o céu e ocultando o sol. Logo iria chover, pensou... as arvores continuavam a balançar a sua volta. O clima estava agradável, apesar da possível chuva. Fazia tempo desde que havia se tornado um Chunnin e só em pensar em sair em missões, o fazia ir descansar. Por que os adultos precisam sempre arrumar coisas chatas para se fazer?

Nara Yuu diz:
-... - Sentia a brisa do ar bater em seu rosto. O clima tava apreciavel, e não havia nada que Yuu gostaria de fazer a não ser continuar ali deitado, que a floresta de fogo fornecia.

Blackheart. diz:
Ele permaneceu deitado, seus olhos se fecharam. As núvens se fecharam lentamente em uma cor negra. As arvores a sua volta se agitou, fazendo com que as folhas voassem a sua volta, lentamente gotas começaram a cair do ceu, como em uma estranha melódia que tornava todo o clima mais belo. Uma delas veio em direção a bochecha do garoto escorrendo lentamente. Seus olhos se abriram, imaginando quanto tempo havia caido no sono... a chuva já estava armada e a seu lado, alguns pequenos animais também estava deitados. A floresta do Clã Nara era realmente admirável...

Nara Yuu diz:
-"Tsc...Estava tão bom para ser verdade, meu dia de folga e eu não posso apreciar o meu descanço como gosto. Pelo menos nem sinal de Goma para tagarelar nos meus ouvidos" - Então Yuu se levanta e se espreguiça, então dirige-se novamente para vila, havia se lembrado que agora seu pai o cobrava, quanto mais missões em seu histórico, mais tempo de descanso entre elas, o que aguçava a preguiça de Yuu, por partes. Sendo assim se encaminhou para Konoha obter informações de algo que o mesmo pudesse fazer.

Blackheart. diz:
Seus passos eram lentos entre as arvores. O vento continuava e a chuva ameaçava apertar. Konoha era um local calmo de se viver, enquanto Hashirama permanece-se na Vila nada demais irei acontecer. Yuu caminho por horas até encontrar o pequeno templo de seu Clã, oculto entre as florestas. Na escadaria, seu pai estava sentado, com um pequeno fumo em sua boca. Seus cabelos eram compridos e estavam soltos entre seus ombros. Em seu rosto, na face esquerda havia uma pequena cicatriz na bochecha. Seus olhos desde que o conhecia eram distântes, apesar de sua amizade pelo filho. Ele havia sobrevivivo a guerra, e visto coisas que muitos prefeririam não ver. A estrutura era toda de madeira, antiga e conservada. O templo era muito utilizado pelo Clã Nara quando desejavam treinar, além disto, em seu subsolo existia os segredos do Clã Nara, oculto sobre poderosos Fuinjutsus. Seus passos sobiram pelas escadas lentamente, assim que pode sentir a cobertura sobre sua cabeça do antigo templo a chuva pareceu aumentar. Seu pai virou o olho, em contra gosto. - Você não deveria estar treinando? Sua próxima missão será em dias... - Apesar de ter uma cadeira para que senta-sem, o seu pai insistia em sentar no chão, apoiado pela parede. Os olhos do Nara se levantaram, percebendo a bela porta de madeira que foi construida por seus ancestrais na fundação da Vila...

Nara Yuu diz:
-"Achei que o pai estava fora. Saco." - Ouvia as palavras de seu pai como forma de repreensão, e aceitava elas, afinal era a verdade ao invés de estar na colina Yuu deveria estar treinando. - -Bem pai, o descanso faz parte do meu treino e voce sabe disso, afinal eu consigo pensar e meditar melhor enquanto estou só. - Dizia esboçando um leve sorriso, e coçando sua cabeça. - - Falando nisso ainda não recebi informações a respeito da minha próxima missão, você ta sabendo de algo?

Blackheart. diz:
Ele ergueu a sombrançelha, e logo após se levantou, abrindo a porta e caminhando sobre o tatame. Seus olhos se fecharam, cruzando seus braços - Um dia, Yuu. Você deverá assumir responsabilidades. Se não o fizer, será destruído pelo mundo. - As palavras de seu pai eram sempre as mesmas, seu corpo em cicatrizes mostravam a dor que teve que suportar ao ser capturado por seus inimigos durante a guerra. - Em breve, Hashirama irá para a Vila Oculta da Chuva. Ela foi destruída por culpa da guerra e nela, os cinco grandes kages irão firmar uma parceria. É importante que grandes shinobis acompanhem-o, e todos os clãs nobres de konoha poderão indicar um shinobi. É uma pena que você seja tão fraco para acompanha-lo, dizem que um dos jovens Uchihas já irá acompanha-lo, já que Madara está fora da Vila... é isto que pretende, ficar para trás Yuu? - Seu pai se virou, parando sobre pequenas chamas. A parte de dentro do templo era semelhante a de fora, bem simples com madeira antiga e conservada. Quatro pilastras possuiam chamas que davam total vantagem aos Naras no local, uma vez que suas sombras se projetavam de forma ampla. Poucas vezes seu pai havia falado de forma tão séria com seu filho, mais ele parecia sério desta vez.

Nara Yuu diz:
-"Denovo as mesmas palavras, mas ele está evidentemente mais sério, algo deve ter acontecido, ou eu fiz algo que o decepcionou..." - Pensa Yuu. Então segue seu pai pensando em uma resposta que estivesse a altura do pedido de esforço feito pelo pai. - -Bem pai, é claro que eu não quero ficar para traz, eu tenho orgulho de ser um dos representantes do clan Nara. E se eu ficar para tras eu tornaria isso uma vantagem, afinal eu seria a sombra de quem estivesse na frente, certo pai? Se é que você me entende. - Olhava o templo, um local que fizera e continua a ter grande presença na vida de Yuu. Ficava um tanto quanto preucupado a respeito do fato de que um Uchiha estaria em sua equipe, ja que para Yuu Uchihas costumavam ser arrogantes, e sempre botavam de alguma forma mesquinha a missão a perder.

Blackheart. Então, me mostre. @ Seu pai moveu uma das mãos, sua sombra se extendeu, fazendo todas as chamas apagarem. Ao mesmo tempo, as portas fecharam. Apesar da iluminação, não existia qualquer sombra dentro do local. Ele se moveu, correndo e deslocando seu braço em posição marcial. Yuu colocou suas mãos rapidamente de forma defensiva, o impacto não foi o suficiente para que o feri-se, mais ele foi obrigado a deslocar-se dois passos para trás. Shimura se virou, rodando sua perna que por pouco não acertou a face de Yuu. Ele se abaixou, desviando do golpe e rodando para próximo de uma das pilastras. @ Me convença que mereçe ir, Yuu. Ou apenas desista e vá olhar as núvens..

Blackheart. diz:
. - Então, me mostre. - Seu pai moveu uma das mãos, sua sombra se extendeu, fazendo todas as chamas apagarem. Ao mesmo tempo, as portas fecharam. Apesar da iluminação, não existia qualquer sombra dentro do local. Ele se moveu, correndo e deslocando seu braço em posição marcial. Yuu colocou suas mãos rapidamente de forma defensiva, o impacto não foi o suficiente para que o feri-se, mais ele foi obrigado a deslocar-se dois passos para trás. Shimura se virou, rodando sua perna que por pouco não acertou a face de Yuu. Ele se abaixou, desviando do golpe e rodando para próximo de uma das pilastras. - Me convença que mereçe ir, Yuu. Ou apenas desista e vá olhar as núvens..

Nara Yuu diz:
-... - Após o acontecia Yuu tentava o dialogo com seu pai. - - Na verdade não posso te provar, que sou digno de ir pai. E sim mostrar que sou digno de voltar. Afinal eu tenho pessoas para proteger, e pessoas menos intelectuais para auxiliar. - Dizia de forma um tanto que humorada. - -Você sabe que apesar de minhas atitudes preguiçosas, sou bom no que faço e dou meu máximo nas missões. Nunca dei motivos para que se envergonha-se ou sentisse despreso de mim, ou dei? - Após a ação de defesa, guardava suas mãos nos bolsos e aguardava uma resposta de seu pai.

Blackheart. diz:
Shimura parou, cruzando seus braços. - Tsc, você continua o mesmo, Yuu. Você herdou o espírito de sua mãe, não o meu... e eu agradeço por isso. - Ele se virou caminhando até a beirada, abrindo a porta com uma de suas mãos. - Sua mãe está realmente preocupada por eu ter indicado você. Eu acredito em você, Yuu. Você é meu filho, e como tal, você DEVE me superar. - Ele moveu as mãos, descruzando os braços. - Eu nunca imaginei que ser pai daria tanto trabalho, aaah... - Sua voz voltou ao normal, como sempre foi. - Se este encontro não der certo, estaremos diante da segunda grande guerra shinobi. Hashirama quer que todos os grandes ninjas fiquem e caso a missão falhe, Tobirama assuma como Hokage, defendendo a Vila contra seus inimigos. Por este motivo, não poderei ir. Eu não irei fazer esta decisão por você, afinal, isto é muito trabalhoso... - Shimura soltou seus pais, caindo novamente no chão sentado sobre as escapas. Sua mão moveu sobre um pequeno fumo que acendeu, continuou lá, olhando as núvens. - Se decidir não ir, eu entenderei. Mais se for, tenha certeza que poderá voltar por conta própria...

Nara Yuu diz:
-Não se preucupe pai, você sabe que depois de perder tanto tempo indo em missão, voltar dela sem que a mesma esteja concluida seria uma perda maior ainda. E eu poderia utilizar esse tempo, deitado. - Faz uma tosse irônica. - -Quis dizer treinando. - Caminhava para a porta da saida do templo. - - Não desapontarei você, nem a vila pai. Darei o melhor de mim.

Blackheart. diz:
Yuu parou ao lado, o vento soprou seus cabelos e ele se virou, percebendo que seu pai já havia cochilado, pouco se importando. Os membros do Clã Nara, as vezes eram esquisitos até pros membros do Clã Nara. Em breve Yuu seria comunicado, para uma missão que poderia decidir a vida de todos do mundo shinobi. Hashirama como sempre, buscando maneiras de complicar a vida de todos...
avatar
Blackheart
Kage
Kage

Mensagens : 220
Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://narutod20.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum