Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» [Névoa] Gaiden 1 - Batalha pela Fronteira da Chuva
por Kaguya Onimaru Sex Set 02, 2016 9:45 pm

» 04 - A Batalha dos Condenados
por Uchiha Kouga Seg Jun 27, 2016 1:51 am

» 03 - A Arma Secreta da Névoa
por Kaguya Onimaru Sex Jun 24, 2016 7:52 pm

» 23 - Adeus, Kuroki Menma.
por Uchiha Kouga Sex Jun 24, 2016 12:46 am

» 02 - A Tempestade do Século
por Blackheart Qui Jun 23, 2016 10:18 pm

Parceiros
Fórum grátis

Naruto Anime RPG [NARPG]

04 - Encontro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

04 - Encontro

Mensagem  Blackheart em Ter Jun 21, 2016 10:42 pm

Mestre diz:
Os dois deixaram o antigo dojo, caminhando juntos pela rua que dava em direção a Vila dos Uchihas. Uma trilha com arvores pelos dois lados, e com um aroma antigo de cerejeiras. Hana talvez fosse uma das únicas que pudesem encontrar Kouga naquele local. Os dois percorreram o caminho de volta sem pressa e no meio tempo, Hana contou a Kouga sobre o mundo shinobi, o ato de Hashirama poderia mudar o mundo e estejava sendo bem visto por todas as Vilas, rumores diziam, ou quase todas. Apesar disto, o sonho do sábio Hokage poderia fulminar na maior guerra shinobi da história, se qualquer deslize fosse feito. Toda a ANBU havia sido mobilizada e todos os ninjas receberam ordens de retornarem para Konoha. Um dia lendário estaria se tornando realidade em breve. Se para o bem ou para o mal, a dúvida ficaria até a conclusão do ato...
Uchiha Kouga diz:
- - Kouga havia ficado pensativo diante as coisas que ouviu de Hana. De todo modo não era seu o papel de decidir qual era o melhor caminho para a vila em que vivia; tudo que poderia fazer é deixar tudo nas mãos de Hashirama-dono e possivelmente consultar uma segunda opinião. - - Hana, você pode ir na frente? Preciso fazer algumas coisas antes de partir. Pode me esperar em casa? - Kouga pretendia visitar Madara a fim de lhe fazer algumas perguntas, além de informar ao seu pai sobre todo o ocorrido.
Mestre diz:
Hana se negou, dizendo que não gostava muito de ficar dentro da Vila dos Uchihas. Com esta situação em que a vila se encontrava, os Uchihas estavam se tornando cada vez mais reclusos e não gostavam de pessoas inconvenientes andando por seu território. Hana entrou um pergaminho, com um selo que lacrava o mesmo. Este possuia uma técnica especial que permitia apenas a pessoa a qual era o destino abrir sem destruir seu conteúdo. Nele, estavam as informações sobre a missão, não que fizesse muita diferença após toda a conversa que tivera com Hana. A mesma então ao se aproximar a uma bifurcação antes de realmente entrar dentro da vila dos Uchihas se desviou em direção ao centro de Konoha, ainda precisava fazer algumas coisas, antes do dia acabar. Kouga então caminhou para dentro da Vila. Recentemente poucas eram as pessoas que podiam ser vistas dentro da Vila, todos os Uchihas pareciam muito ocupados..
Uchiha Kouga diz:
- - Era de se esperar que Hana negace, não foi surpresa para o jovem Uchiha. Resolvera deixar isso de lado e, concentrando-se por um minuto, saltou em direção ao telhado de uma das casas a fim de chegar mais rápido no templo onde madara residia quando estava na vila. Pensou se seria inoportuno visitá-lo naquele momento, porém achou que não custaria a tentativa. Talvez pudesse obter algumas respostas com relação ao tipo de acordo que Hashirama-dono pretendia fazer; além de mais detalhes sobre tudo. Não demorou muito para que alcançasse a entrada do templo, cerca de três minutos no rítimo que manteve. Não notou ninguém na entrada ao se aproximar e decidiu seguir em frente e procurar por madara por sí mesmo.
Mestre diz:
Kouga se aproximou do templo principal do Clã Uchiha. Ficava sobre uma pequena colina, rodeada por grandes arvores. Construído anos após o estabelecimento do Clã Uchiha na Vila, o templo possuia várias construções a partir do portão inicial. Kouga podia ver alguns Uchihas caminhando pelo local, outros em turnos de guarda. Nenhum não Uchiha era aceito dentro daquele local sagrado para o Clã Uchiha. O jovem passou o portão de entrada, observado pelos guardas. Ao seu lado era possível ver o novo tatame, aonde vários membros de seu Clã recebiam treinamento, os mais velhos ensinavam aos mais novos suas técnicas e grandes sessões de lutas eram mantidas naquele local. O lugar lembrava muito ao antigo templo, visto da percepção de estar extremamente bem conservado. Do outro lado havia um local para que alguns Uchihas discutissem sobre o futuro do Clã, política e as necessidades do Clã. Kouga se aproximou da estrutura principal que servia como palácio. Apesar de Madara não ser frequentador do local, quando saia em viagens era obrigado a permanecer no local por horas em conversas com o conselho do Clã Uchiha. A porta, por sua vez, se encontrava fechada, aonde dois ninjas montavam guarda. Os dois utilizavam vestes negras, com protetores e carregavam o símbolo do Clã, como todos naquele local...
Uchiha Kouga diz:
- - Kouga caminhava com mais calma dentro do templo, com receio de ser chamado atenção por seus famíliares ou faltar com o respeito no local; sabia que os Uchiha eram repletos de protocolos e tradições. Aproximou-se dos guardas com certa cautela, parou na frente dos mesmos e sacou o pergaminho que Hana havia lhe dado. - - Gostaria de falar com Madara-sam se possível. É importante. - Mostrava o pergaminho com o selo do Kage para os mesmos - - Ele se encontra? - Imaginou se teria problemas para conseguir o que desejava enquanto aguardava a resposta, ou se ele estava no local naquele momento. Torceu para que sua pequena viagem não tivesse sido vã.
Mestre diz:
Os guardas se entre olharam e voltaram seus olhos em direção ao jovem Uchiha. - O símbolo do Kage não vale de nada aqui, garoto. - A arrogância se mostrou forte nos ninjas, como era comum nos Uchihas. O orgulho pelo seu poder era enorme. Antes de desisti um jovem Uchiha se aproximou do jovem, tocando seu braço esquerdo. Ele sorriu e virou sua face em direção aos dois guardas. - Não se preocupe, eles são sempre assim. Uchiha Madara está em reunião, discutindo sobre as próximas ações do Clã em relação a Konoha. Se puder ajuda-lo, ficaria satisfeito. - Disse o Jounin ao observar o pergaminho do Hokage. Ele era jovem e utilizava uma armadura marron avermelhada. Kouga pode reconhece-lo, como um dos ninjas prodígios do Clã, Uchiha Kagami. Ele aguardou a resposta de Kouga.
Uchiha Kouga diz:
- - A resposta dos guardas realmente supreendeu Kouga. Aquilo lhe fez pensar o quão frágil o acordo de paz entre os Senju e os Uchiha se encontrava naquele momento. Antes que pudesse dizer alguma coisa Kagami se aproximou com palavras mais gentis deixando o ar desconfortável mais sutil - - Oh.. Tudo bem. É que fui escolhido como representante do clã no esquadrão que seguirá com Hashirama-dono a reunião que está prestes a ocorrer. Quvi dizer que Madara-sam teve opinião contrária a da maioria em relação ao assunto e pensei em vir aqui para lhe fazer algumas perguntas. Pelo visto não será possível. - Kouga já pensava em desistir, não queria arrumar problemas ou piorar sua própria reputação com atos desmedidos.
Mestre diz:
Kagami se moveu, fazendo sinal com que o jovem Kouga o segui-se, os dois então caminharam pelo pátio durante algum tempo, enquanto o jovem continuava a falar - Interessante que eles tenham escolhido você. Ultimamente Konoha está em uma situação frágil com o Clã Uchiha. Hashirama tem tentado diminuir esta situação e acho que escolher você tenha sido talvez uma boa idéia. - Kagami apesar de gentil, se referiu a situação em que Kouga havia passado recentemente. Logo, prosseguiu. - Uchiha Madara é um homem honrado, mais guarda o rancor das antigas guerras em seu coração. Ele é poderoso e sábio, mais não posso afirmar se ainda é o mesmo homem que um dia foi o líder do Clã Uchiha. - Kagami finalmente parou de caminhar, com as mãos em sua cintura. - Bom, a reunião irá acabar em poucos minutos. Ouvi dizer que você sempre visita sua irmã, por que não lhe faz uma visita? - O jovem Kagami sorriu, se referindo ao fato que Madara sempre ia ao local do tumulo de seu irmã, Kouga conseguiu perceber a mensagem. Apesar de poderosos, alguns poucos Uchihas ainda mantinham fortemente sua humanidade..
Uchiha Kouga diz:
- - Kagami parecia mesmo ser uma boa pessoa; algo que os buatos sobre sua força e habilidades invejáveis raramente contava. - - Realmente, pelo visto o acordo de paz entre nosso clã e os Senju está mesmo fragilizado. - Escutava com atenção o que o jovem dizia sobre Madara e imaginou o motivo por trás daquelas palavras, o que será que fazia ele pensar que Madara já não era o mesmo. Resolvou guardar sua pergunta para sí. Ao ouvir sua sugestão Kouga entendeu de prontidão lembrando-se que Madara costumava visitar seu irmão também e possívelmente poderia fazê-lo antes de partir hoje. - - Certo, é realmente uma boa ideia. Farei isso. - curvou-se em uma mensura educada - - Obrigado e desculpe por tomar seu tempo Kagami-senpai. - dito isso, despediu-se adequadamente e partiu em direção ao cemitério do clã, para visitar sua irmã e esperar por Madara. Talvez o mesmo aparecesse. Alguns minutos depois finalmente chegava ao local, dirigiu-se ao túmulo de sua irmã sem dar muita importância para as poucas pessoas que visitavam o local. - "Pelo visto Madara-san ainda vai demorar algum tempo" - O jovem Uchiha encarou o túmulo de Saeko de forma séria, juntou suas mãos em uma rápida oração em sua homenagem e iniciou seu monólogo. - - Você tinha razão, mesmo naquela época... A situação entre os clãs Senju e Uchiha precisa mesmo de atenção. Do jeito que as coisas vão algo muito ruim pode acabar acontecendo. - O jovem fizera uma pausa, refletindo sobre seus pensamentos e decidindo o que contar para sua "irmã" - -Me encontrei com Kagami-senpai hoje, ele parece ser uma boa pessoa... Também fui escolhido para representar nosso clã no esquadrão que cuidará da proteção de Hashirama-dono na reunião que está prestes a acontecer. Chega a ser irônico pensar que um bando de chunnins pode cuidar da proteção de uma lenda como o Hokage, hehe... Espero que você me proteja.
Mestre diz:
Kouga permaneceu por várias horas, até que o sol finalmente foi embora. O jovem pensou em desistir e ao se virar, percebeu a presença de um homem frente a um tumulo isolado. Pensou por um tempo se havia perdido sua concentração em meditação, pois não havia percebido a presença do homem que acabará de chegar. Os cabelos negros e longos fizeram com que Kouga rapidamente reconhece-se o homem, Uchiha Madara! Ele estava no local mais isolado, frente a um tumulo feito em uma pedra especial. Sua inscrição tinha o nome "Uchiha Izuna". Madara permaneceu frente ao tumulo, com seus braços cruzados... apesar de saber que não havia risto, a simples sensação do homem no local fez com que Kouga senti-se por pouco seu corpo tremer. Uchiha Madara não era somente uma lenda, ele rivalizava o próprio Hokage-sama, o shinobi mais poderoso da história...
Uchiha Kouga diz:
- - As horas passavam devagar enquanto Kouga conversava com o túmulo de sua irmã. Já havia lhe contado tudo que acontecera nos últimos dias quando Madara finalmente chegou sem ter sua presença notada inicialmente. Kouga despertou de seu semi-cochilo rapidamente ao perceber e se aproximou do líder de seu clã com certo receio, tentando imaginar a qual era a melhor forma para abordá-lo. Decidiou-se por agir com simplicidade e manter o respeito, talvez fosse suficiente. - - Madara-san? Desculpe por incomodá-lo, estava a sua espera. - Kouga fez silêncio por alguns segundos a fim de ver que tipo de reação o homem esboçava as suas palavras - - Soube que Hashirama-dono tentará realizar uma manobra pouco convencional para com os outros Kages; com o objetivo de trazer a paz entre as aldeias. Ouvi que você também discorda da atitude dele e imaginei por qual motivo... Contudo, não faço ideia do que poderia ser usado como moeda de troca por algo tão importante como a paz entre as vilas. Talvez você possa me dizer. - calou-se em seguida, esperando algum tipo de resposta.
Mestre diz:
O líder do Clã Uchiha permaneceu imóvel, de costas para o jovem. Após concluir sua fala, Kouga pode perceber que o mesmo virou seu rosto, e seus olhos se deslocaram para o canto, observando Kouga. Seus Sharingans estavam ativos e mesmo sem realizar qualquer ação por parte de Madara, Kouga pode sentir seu corpo gelar frente a intenção assassina de Madara. Ele não era só poderoso, um simples deslize por parte de Kouga e ele poderia realmente matá-lo sem nenhuma piedade. Madara então, finalmente respondeu após observar o jovem. - Quem é você? Ou por que acha que eu deva lhe dizer qualquer coisa sobre o Hashirama? - Madara não falava como se acha-se Hashirama superior, e muito menos demonstrava qualquer parte da personalidade gentil de Kagami. Ele era frio e distante, alguém que já havia lutado em guerras e matado centenas de milhares de shinobis, tendo seu coração manchado pelo ódio e dor.
Uchiha Kouga diz:
- Uchiha Kouga; filho de Ikaku e Senna. Irmão de Saeko e... Sousuke. - Respondeu de prontidão com certo ódio ao pronunciar o nome de seu irmão mais velho e logo continou; tentando explicar seus motivos. - Fui designado para representar o clã Uchiha na reunião que virá. Gostaria de obter mais detalhes sobre o que está acontecendo... Muitos dizem que o senhor foi contra a decisão de Hashirama, gostaria de entender seus motivos. Não acho que Madara-san esteja equivocado com relação a sua opinião, dado a seu histórico estou certo que seus motivos são plausiveis e eu desejo conhecê-los para criar uma opinião própria sobre o assunto. Já que isso vai afetar todo o mundo shinobi, ter interesse é o mínimo que posso fazer. - Completou.
Mestre diz:
Madara cruzou seus braços, virando seu rosto para frente novamente. - Uma criança brincando de adulto. Ouvi boatos sobre seu irmão Sousuke e sobre seus olhos amaldiçoados, Kouga. Você é realmente uma vergonha para o Clã Uchiha - Madara era cruel, sem qualquer senso de bondade. - ... mais, você herdou algo de sua irmã. E sua capacidade em domina-lo demonstra que possui o sangue dos Uchihas. - Madara permaneceu de costas para Kouga, ele observava diretamente o túmulo de seu irmão. - Porém, 'seus olhos ainda são fracos'. Você não é capaz de enxergar a 'verdade' neste estado. - Madara deu uma pausa, continuando logo em seguida. - A paz é algo inexistênte neste mundo. Durante anos o Clã Uchiha e o Clã Senju batalharam entre sí, antes sequer das grandes vilas ocultas. Muitos morreram por isto - Madara apertou seus punhos, e fixou os olhos no túmulo. - Algo como a paz que Hashirama busca jamais será encontrada. Hashirama precisará oferecer... algo muito precioso para as outras vilas. Precisará oferecer 'poder', e cedo ou tarde as outras vilas seram tocadas pelo ódio novamente. Esse acordo não trará a paz, só irá tornar Konoha mais fraca. - Madara finalmente se virou, observando o jovem Uchiha. Agora, Kouga pode perceber os trajes negros que Madara utilizava. Apesar de sua posição, era simplista e carregava apenas em suas costas o símbolo do Clã Uchiha. Seu Sharingan estava desativado, e seus olhos eram penetrantes, havia finalmente conseguido a atenção de Madara. - Você não foi escolhido por suas habilidades, foi escolhido por culpa de Sousuke e Saeko. Você é um martir que servirá para unir novamente os dois Clãs. Você ainda é cego, garoto. - Madara novamente fez uma pausa, observando o garoto. - Você sequer consegue entender por que seu irmão traiu nosso Clã... pelo menos, você tem respeito pelos 'olhos de sua irmã'.
Uchiha Kouga diz:
- - As palavras de seu ancestral soaram mais pesadas do que Kouga pode suportar, sua serenidade e autocontrole não foram suficientes para permitir que Madara ofendece os olhos de sua irmã daquele maneira. - - Você está errado! - exclamou em tom sério - - Estes olhos não são amaldiçoados. Você tem razão quando diz que ainda não sou forte o suficiente para enxergar a verdade mas é exatamente por isso que estou aqui. Afinal não é esse o trabalho dos mais velhos? Guiar os mais novos e mostrá-los a verdade?! - Kouga respirou fundo tentando se conter mas não parou por ali - - Eu realmente não entendo porque Sousuke matou nossa irmã; mas isso não importa tanto quanto os fatos. Ele a matou e isso é o suficiente. Cedo ou tarde meu ódio será forte o suficiente para fazê-lo pagar por isso. - Suas palavras soavam frias e repletas de ódio em tudo que se referia ao seu irmão. - - Saeko deveria ter esse papel; ela sonhava em unificar de vez nosso clã com a vila. Dar-nos um lugar permamente entre os shinobis de Konoha sem toda essa desconfiança e rancor. Se essa tarefa sobrou para mim, que seja. Eu irei encará-la de frente. Goste ou não. - Os olhos de Kouga despertaram o Sharingan mesmo sem que ele percebesse - - Você deveria saber... Afinal você também perdeu seu irmão.
Mestre diz:
Madara permaneceu parado, observando o estado do jovem Uchiha. Pouco tempo depois, ele apenas bufou, decepcionado pela reação. - Entende agora, por que nunca será possível encontrar a paz? Você não busca os ideais de sua irmã, você busca vingar sua irmã. O ódio é como uma corrente, não importa quanto tempo passe, ou o que aconteça, você irá matá-lo. E quando ele morrer, alguém terá motivos para se vingar de você. Isso nunca irá passar. Como um vício, o ódio irá se estender em cada fagulha de seu corpo e só irá acabar quando finalmente você for totalmente consumido. Quantas pessoas das outras vilas morreram em combate contra Konoha? Quantas pessoas do Clã Uchiha morreram para proteger Konoha? Sua irmã morreu pelo que acreditava, e seu irmão luta por aquilo que acredita. Os atos deles, instigaram o que você é agora. E isso irá se repetir, e se repetir. Este laço de ódio não pode ser destruido, não 'desta forma'. - Madara falava, como se houve-se uma alternativa, mais não parecia disposto a falar para o garoto. - Sua irmã morreu, Kouga. Assim como meu irmão, Izuna, que se sacrificou pelo bem do Clã Uchiha. É meu dever, proteger o Clã Uchiha. Por ele, e por todos que morreram por Konoha. Esse mundo é corrupto, e por mais que você queira algo, ele irá tomar de você. Para ter algo você precisa lutar, você precisa de poder! Esse acordo não irá criar a verdadeira paz, se der certo, irá criar uma paz temporária. Mais a que custo para nossa vila?
Uchiha Kouga diz:
- - As palavras de Uchiha Madara eram dotadas de sabedoria, apesar de sua frieza e arrogancia. Kouga entendeu naquele momento como o ciclo de vingança e ódio perpetuava desde o inicio dos tempos, sentiu-se frustrado pois mesmo entendendo não tinha a capacidade de abrir mão de sua vingança - - ... - Sem palavras o silêncio tomou conta do local por alguns segundos até que Kouga, em tom mais calmo, voltou a se pronunciar - - Você tem razão. Talvez eu só esteja participando de um ciclo vicioso de ódio e rancor que nunca irá se acabar.... Mas eu não sei se posso deixar o que ele fez impune. - Dizia enquanto refletia - - Independente do resultado, eu concordo com você. A paz não irá se manter para sempre. Entregar poder para as outras vilas é arriscado demais. - Pensou por mais alguns instantes - - Diga-me o que fazer para impedir que isso aconteça. Se ouver um modo de preservar esse "poder", seja lá o que for. Eu farei o que me disser. - Kouga parecia determinado a evitar que tal coisa caísse nas mãos das outras vilas.
Mestre diz:
Uma brisa fez com que o local fica-se mais gelido que o normal, para um cemitério. Madara ficou pensativo, observando a motivação do garoto e fechou seus olhos, permaneceu assim por um tempo, como se decidi-se algo e finalmente abriu seus olhos. Eram diferentes, Kouga jamias havia visto algo como aquilo. Apesar de parecer como o Sharingan convencional, possuia um chakra monstruoso. - Você me lembra meu irmão, Uchiha Kouga. Eu aceito suas condições, e reconheço você como um membro do Clã Uchiha. Se é este o caminho que deseja seguir, eu serei seu tutor... - Os olhos de Madara mudaram, recuperando um aspeco similar a shurikens em formato oval uma dentro da outra. - Lhe mostrarei como adquirir o verdadeiro poder.
avatar
Blackheart
Kage
Kage

Mensagens : 220
Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://narutod20.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum